Notícias
Notícias
30/01/2023
Inflação do aluguel: IGP-M desacelera e fica em 0,21% em janeiro
O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 0,21% em janeiro, informou nesta segunda-feira (30) o FGV IBRE. Com isso, o índice acumula alta de 3,79% em 12 meses. É o segundo mês seguido de alta - em dezembro, o índice variou 0,45%. Em 2022, o IGP-M fechou em alta de 5,45%. Em janeiro de 2022, o índice teve variação de 1,82% e acumulava alta de 16,91% em 12 meses. De acordo com André Braz, coordenador dos Índices de Preços, entre os componentes do IGP-M, o índice ao produtor segue registrando arrefecimento das pressões inflacionárias. "O preço das matérias-primas brutas desacelerou de 2,09% para 1,55% e, entre os bens intermediários, cuja taxa passou de -0,30% para -1,06%, a queda fo...

IGP-M: inflação do aluguel fecha 2022 com alta de 5,45%
Thaís Matos, g1 - 29/12/2022

Índice volta a acelerar em dezembro e registra alta de 0,45%, após queda de 0,56% em novembro.

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) ficou em 0,45% em dezembro, informou nesta quinta-feira (29) a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com isso, a "inflação do aluguel" fechou 2022 com alta de 5,45%.

"A última edição do IGP-M de 2022 mostra aceleração dos preços de alimentos importantes ao produtor e ao consumidor. No índice ao produtor, os maiores aumentos foram registrados para: feijão, bovinos e óleo de soja refinado. Já no âmbito do consumidor, as maiores altas foram registradas para alimentos in natura, com destaque para: tomate e cebola", afirma André Braz, Coordenador dos Índices de Preços.

Em dezembro de 2021, o índice havia subido 0,87% e acumulado alta de 17,78% no ano passado - a segunda maior alta anual desde 2002.

O IGP-M é conhecido como 'inflação do aluguel' por servir de parâmetro para o reajuste de diversos contratos, como os de locação de imóveis. Além da variação dos preços ao consumidor, o índice também acompanha o custo de produtos primários, matérias-primas, preços no atacado e dos insumos da construção civil.
O dado divulgado hoje reverte um padrão que vinha acontecendo desde 2020: ao contrário dos anos anteriores, o índice subiu abaixo da inflação oficial do país, medida pelo IPCA. O IBGE divulgou na última semana que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é uma prévia da inflação oficial do país, fechou o ano em 5,90%.

O que puxou a alta

Entre os três componentes do IGP-M, a maior alta de 2022 foi observada no Índice Nacional de Custo da Construção, que acumulou elevação de 9,40% no ano. O INCC teve aumento tanto no grupo de mão de obra (11,76%) quanto no de materiais, equipamentos e serviços (7,23%).
Já para o mês de dezembro, a maior pressão foi observada nos preços ao produtor. Aqui, as maiores influências foram minério de ferro, feijão, bovinos, óleo de soja refinado e farelo de soja.

Composição do IGP-M

• O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que possui peso de 60% na composição do IGP-M, variou 0,47% em dezembro, puxado por matérias-primas brutas (2,09%), na análise por estágios de processamento, e produtos industriais (0,92%), na análise por origem.
• O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30%, variou 0,44% no mês. Os grupos Alimentação (0,99%), Comunicação (0,48%) e Habitação (0,42%) tiveram altas maiores do que as registradas em novembro.
• O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), com peso de 10%, teve alta de 0,27% em dezembro, puxado por materiais, equipamentos e serviços (0,38%).

Impactos no aluguel

A variação do IGP-M afeta diretamente famílias que moram de aluguel. Mas os analistas de mercado imobiliário dizem que há sempre espaço para renegociar um aumento menor do valor do contrato diante do atual cenário econômico.

Veja algumas dicas:

• Compare o valor do seu aluguel com o de imóveis vizinhos.
• Reúna documentos que comprovem seu ajuste de renda no período.
• Reforce que você é um bom pagador e cuida do imóvel.
• Se tiver condições, verifique se é possível gerar descontos para pagamento adiantado.
• Apresente outros indexadores para reajuste do aluguel ao proprietário, como o IPCA.
• Sugira um valor de aluguel justo que não comprometa demais a sua renda.
• Mostre como pretende pagar o aluguel proposto em dia por, pelo menos, um ano.






Outras Notícias

02/02/2023 - Com manutenção da Selic em 13,75%, Brasil continua com...
30/01/2023 - Inflação do aluguel: IGP-M desacelera e fica em 0,21%...
30/01/2023 - Inflação do aluguel: IGP-M desacelera e fica em 0,21%...
23/01/2023 - Mercado eleva previsão para inflação de 2023 e 2024 e...
28/12/2022 - MÁRCIO BORBA ESCLARECE - NÚMEROS DE PAULO CÂMARA SÃO...
22/12/2022 - Terceiro trimestre: PIB de Pernambuco registra índice...
19/12/2022 - Pernambuco anuncia investimentos de mais de R$ 4,8...
13/12/2022 - Uma visão macroeconômica do Brasil em 2022
09/12/2022 - IPCA tem alta de 0,41% em novembro, influenciado pelos...
29/11/2022 - IGP-M registra queda de preços de 0,56% em novembro,...
12/11/2022 - A inflação no Brasil e no mundo
07/11/2022 - Ibovespa hoje: inflação no EUA, China e semana de...
28/10/2022 - Prazo de linhas do Pronampe sobe para 72 meses
26/10/2022 - Gigante da indústria farmacêutica instala unidade em...
19/10/2022 - Pernambuco vai criar 613 novas vagas de trabalho com...
14/10/2022 - Brasil apresenta dados de retomada econômica ao G20
07/10/2022 - Cinco maiores bancos dominaram 81,4% do mercado de...
04/10/2022 - Um olhar sobre a economia nordestina - 2023
29/09/2022 - IGP-M volta a registrar deflação em setembro, de 0,95%
28/09/2022 - Proposta de programação do FNE para 2023 prevê um...
 
 
Avenida Conselheiro Aguiar 2205 - sala 102 - Boa Viagem - CEP 51.111-011 - Recife/PE
e-mail: secretaria@borbaconsultoria.com.br

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player