Notícias
Notícias
30/01/2023
Inflação do aluguel: IGP-M desacelera e fica em 0,21% em janeiro
O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 0,21% em janeiro, informou nesta segunda-feira (30) o FGV IBRE. Com isso, o índice acumula alta de 3,79% em 12 meses. É o segundo mês seguido de alta - em dezembro, o índice variou 0,45%. Em 2022, o IGP-M fechou em alta de 5,45%. Em janeiro de 2022, o índice teve variação de 1,82% e acumulava alta de 16,91% em 12 meses. De acordo com André Braz, coordenador dos Índices de Preços, entre os componentes do IGP-M, o índice ao produtor segue registrando arrefecimento das pressões inflacionárias. "O preço das matérias-primas brutas desacelerou de 2,09% para 1,55% e, entre os bens intermediários, cuja taxa passou de -0,30% para -1,06%, a queda fo...

MÁRCIO BORBA ESCLARECE - NÚMEROS DE PAULO CÂMARA SÃO MANTEIGA EM VENTA DE GATO
Marcio Borba - 28/12/2022

A manchete é por nossa conta. Até porque o economista Márcio Borba, presidente da Sociedade Pernambucana de Planejamento empresarial – SPPE usa linguagem acessível ao público, porém mais elaborada. Entretanto é esse o sentido da sua versão técnica para a conversa fiada do Secretário da Fazenda do governo Paulo Câmara, que se esforça para tentar passar a versão de uma suposta eficiência de gestão financeira que de fato não existe.

Para conseguir tal feito, o Secretário não precisa mentir. Basta embaralhar as cartas da linguagem técnica e causar confusão na cabeça das pessoas que, ao contrário dele, não têm décadas de familiaridade com as regras e o linguajar dos auditores fiscais.

FALA MÁRCIO BORBA

Entrevistado com exclusividade pela equipe do Jornal O PODER, o economista Márcio Borba apontou as contradições e vulnerabilidades da versão oficial.

1. DINHEIRO PARA PAGAR E NÃO GASTAR

" Sobre o tão propalado equilíbrio fiscal: segundo dados revelados pelo governo atual, serão deixados em caixa cerca de R$ 3 bilhões. No entanto, entendo que não é um dinheiro para gastar é para pagar. Ou seja, na totalidade ou parcialmente, o dinheiro já está compromissado. As possíveis operações de crédito, estimadas pelo governo atual em R$ 3,4 bilhões, não são ainda ativos financeiros contabilizáveis. São apenas perspectivas. Perspectivas não pagam conta", assinala.

2. QUASE NADA PARA PERNAMBUCO

"Os investimentos previstos de R$ 5 bilhões, caso já tenham sido integralmente aplicados, e, portanto, produzindo seus efeitos, em números absolutos pode parecer muito, no entanto, como investimento estruturador de um estado da dimensão de Pernambuco é quase nada. Para comparação, só a conclusão da Refinaria Abreu e Lima está orçada em R$ 5,6 bilhões.

Quanto ao endividamento, 21,47%, em sendo este o número exato, por justiça, é um índice bom, e, junto a obtenção da CAPAG B, permitirá a Pernambuco voltar a captar recursos de terceiros, dentre outros benefícios. O superavit no último bimestre é um bom presságio.

3. ALERTA MACRO

Em relação à macroeconomia,
porém, o cenário é devastador, segundo Márcio Borba. Esse quadro nefasto não está na fotografia atual das contas públicas, e sim, na macroeconomia do estado que a nova gestão da governadora Raquel Lira herdará:
- 2° pior índice de desemprego do Brasil (13,6% - Fonte IBGE – PNAD Contínua);
- 11° PIB nacional, com viés de queda. Recentemente Pernambuco também foi ultrapassado pelo Pará (fonte: IBGE – SCR);
- 20° PIB Per Capita do país (2020);
- Pior estado do Brasil para fazer negócio (Banco Mundial – 2021).

4. HERANÇA CAÓTICA

Portanto, segundo Márcio Borba, o caos que a governadora Raquel Lira irá assumir, extrapola a fotografia das contas apresentadas pela secretaria da Fazenda. "Está em maior profundidade e dramaticidade na economia pernambucana como um todo.

E como nos ensina a teoria do Caos “os processos são sensíveis às condições iniciais”. Que, como vimos, são ruins.

5. NECESSIDADE DE REVERSÃO

"Reverter esta situação caótica da economia pernambucana exigira um esforço imenso e coletivo que levará anos. É preciso mudar o foco do olhar para o desenvolvimento econômico. O governo Eduardo Campos – João Lyra nos ensinou o caminho que seu sucessor não praticou.

É hora do governo Raquel Lyra – Priscila Krause reencontrá-lo. Pernambuco vive hoje de glórias do passado e cabe a esta geração retomar nosso futuro, para melhor", assinala

5. LDO É DIFICULDADE

"Um problema adicional que todo novo governo enfrenta é administrar o orçamento definido pelo governo anterior. Isso faz parte do jogo democrático, mas não deixa de ser mais uma barreira para a nova governadora contornar. Falando em linguagem simples, Raquel Lyra vai enfrentar despesas e projeções de receita que ela não participou da definição com um caixa cheio de dinheiro já compromissado, que na prática ela não pode dispor para suas prioridades" explica Márcio Borba.

6. VAMOS NO POPULAR

Conclusao da equipe de O PODER" A conversa bonita da equipe do atual governo significa que Paulo Câmara apenas e tão somente cumpre a lei que exige que toda despesa do governo tenha uma provisão para pagamento. O dinheiro em caixa está comprometido. Já tem destino. Logo, tem uma existência apenas virtual, não está disponível para ser utilizado. Se não pode ser utilizado, não passa de um jogo de palavras, no caso, palavras e números. Logo, uma embromação.

7. POLÊMICA ARTIFICIAL

Depreende-se das palavras do economista Márcio Borba que nem deveria existir polêmica. Está sendo criada uma narrativa sem fundamento para esconder a realidade. Há supostamente um dinheiro em caixa que não está disponível para o novo governo. O que o novo governo vai enfrentar é um Estado com a economia arrasada e enormes desafios, sem dinheiro para as novas prioridades.
Ponto final.






Outras Notícias

02/02/2023 - Com manutenção da Selic em 13,75%, Brasil continua com...
30/01/2023 - Inflação do aluguel: IGP-M desacelera e fica em 0,21%...
30/01/2023 - Inflação do aluguel: IGP-M desacelera e fica em 0,21%...
23/01/2023 - Mercado eleva previsão para inflação de 2023 e 2024 e...
29/12/2022 - IGP-M: inflação do aluguel fecha 2022 com alta de 5,45%
22/12/2022 - Terceiro trimestre: PIB de Pernambuco registra índice...
19/12/2022 - Pernambuco anuncia investimentos de mais de R$ 4,8...
13/12/2022 - Uma visão macroeconômica do Brasil em 2022
09/12/2022 - IPCA tem alta de 0,41% em novembro, influenciado pelos...
29/11/2022 - IGP-M registra queda de preços de 0,56% em novembro,...
12/11/2022 - A inflação no Brasil e no mundo
07/11/2022 - Ibovespa hoje: inflação no EUA, China e semana de...
28/10/2022 - Prazo de linhas do Pronampe sobe para 72 meses
26/10/2022 - Gigante da indústria farmacêutica instala unidade em...
19/10/2022 - Pernambuco vai criar 613 novas vagas de trabalho com...
14/10/2022 - Brasil apresenta dados de retomada econômica ao G20
07/10/2022 - Cinco maiores bancos dominaram 81,4% do mercado de...
04/10/2022 - Um olhar sobre a economia nordestina - 2023
29/09/2022 - IGP-M volta a registrar deflação em setembro, de 0,95%
28/09/2022 - Proposta de programação do FNE para 2023 prevê um...
 
 
Avenida Conselheiro Aguiar 2205 - sala 102 - Boa Viagem - CEP 51.111-011 - Recife/PE
e-mail: secretaria@borbaconsultoria.com.br

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player