Notícias
Notícias
28/09/2022
Proposta de programação do FNE para 2023 prevê um orçamento de R$ 34,6 bilhões
A apresentação foi durante uma live promovida pelo Banco do Nordeste (BNB), realizada dia 26, que reuniu representantes da Sudene, Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Sebrae e Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE). Segundo Helton Chagas Mendes, Superintendente de Supervisão da Rede de Agências do BNB, a divisão entre os 11 estados da área de atuação Sudene dos R$ 34,6 bilhões previstos para o orçamento do FNE em 2023 destina R$ 8,2 bilhões para a Bahia, vindo em seguida os estados do Ceará (R$ 5,2 bilhões), Pernambuco,(R$ 4,7 bilhões), Maranhão (R$ 3,5 bilhões), Piauí (R$ 2,9 bilhões), Rio Grande do Norte (R$ 2,1 bilhões), Minas Gerais (R$ 1,9 bilhão), Paraíba, (R$ 1,8 bi...

Vilões da inflação no início do ano, produtos in natura registram queda em junho
Elis Barreto - 11/07/2022

Cenoura, laranja e couve-flor estão entre os alimentos que tiveram redução no preço

De acordo com dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA, responsável por medir a inflação no país, os produtos in natura, que pressionaram o indicador no início do ano, foram os itens que mais caíram de preço no mês de junho.

Segundo a divulgação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cenoura, que chegou a apresentar alta de 55,41% em fevereiro deste ano, na pesquisa de junho apresentou queda de 23,36%.

Em seguida, aparecem com diminuição de preço as laranjas baía e lima, com queda de 20,87% e 11,48% nos preços, respectivamente. Além da cenoura e da laranja, o açaí (-10,22%), a couve-flor (-10,13%), o repolho (-8,75%), a cebola (-7,06%) e o inhame (-6,69%) apresentaram baixas significativas.

Para o professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Alberto Ajzental, os produtos agrícolas têm uma sazonalidade, ou seja, cada um tem época propícia de plantio e colheita. Mas no caso dos legumes e verduras que apresentaram as altas expressivas no início de 2022, o principal fator foi o clima.

“Quando você fala das hortaliças e legumes, ou seja, batata, tomate, cenoura, cebola por exemplo, que subiram muito de preço no começo do ano, foi fator climático. Mas eles têm um ciclo curto, então mesmo que o plantio tenha sido afetado, quando você volta com o replantio, em três ou quatro meses já pode ser colhido de novo”, explica o especialista.

O último boletim hortigranjeiro da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) já apontava uma tendência de queda nos preços dessas hortaliças. “A produção constante em Minas Gerais, notadamente na Região de São Gotardo, bem como em outras áreas importantes, tem garantido oferta suficiente para manter os preços em baixa”, aponta o documento.

Ainda segundo o IPCA, nos primeiros cinco meses desse ano, a cebola registrava uma inflação acumulada de 49,99%. Já a couve-flor chegou a somar uma alta de 36,26%, enquanto a cenoura, nos primeiro três meses do ano, subiu 114,52%.

O professor do Ibmec e economista Gilberto Braga aponta que a melhoria das condições climáticas reduziu a inflação no setor de hortifrúti, no entanto, o consumidor ainda precisa ficar atento.

“Esses produtos foram os vilões dos aumentos no primeiro semestre e agora os preços caíram um pouco, mas não significa que ficaram baratos. Houve uma pequena redução, mas os preços ainda estão altos quando comprados com o início do ano”, colocou à CNN.

Apesar da redução verificada em parte dos itens, o grupo de alimentação e bebidas teve alta da inflação em junho, de 0,8%, puxada pelo leite longa vida, com um aumento de 10,72%, além do feijão carioca (9,745) e do consumo fora do domicílio (1,26%).







Outras Notícias

29/09/2022 - IGP-M volta a registrar deflação em setembro, de 0,95%
28/09/2022 - Proposta de programação do FNE para 2023 prevê um...
23/09/2022 - Preço médio da gasolina cai pela 13ª semana...
22/09/2022 - Após BC manter Selic em 13,75% ao ano, analistas só...
20/09/2022 - Recuo da inflação pode fazer juros caírem em 2023, diz...
20/09/2022 - Como a inflação afeta os preços dos produtos...
13/09/2022 - Setor de serviços em Pernambuco registra alta de 4% em...
09/09/2022 - Grande Recife registra deflação pelo segundo mês...
01/09/2022 - Alta do PIB mostra 'consolidação da retomada' apesar...
30/08/2022 - IGP-M tem queda de 0,70%, revela pesquisa da FGV
24/08/2022 - Real forte e investimentos na bolsa em alta
22/08/2022 - Real forte e investimentos na bolsa em alta
16/08/2022 - Monitor do PIB aponta alta de 1,1% no segundo...
15/08/2022 - Após decisão do STF, governo prepara novo decreto para...
10/08/2022 - Inflação nos EUA perde força e fica em 8,5% em julho,...
10/08/2022 - Governo de Pernambuco envia projeto de lei para...
09/08/2022 - IBGE: IPCA tem deflação de 0,68% em julho, menor taxa...
05/08/2022 - Orçamento de 2023 deve manter redução de impostos...
04/08/2022 - Banco Central promove 12ª alta seguida nos juros e...
04/08/2022 - Petrobras anuncia redução no preço do diesel
 
 
Avenida Conselheiro Aguiar 2205 - sala 102 - Boa Viagem - CEP 51.111-011 - Recife/PE
e-mail: secretaria@borbaconsultoria.com.br

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player